21 de mar de 2009

Os Tijolos do Universo


Os Físicos desenvolveram uma teoria chamada de Modelo padrão,que visa explicar de que o Universo é feito e o que o mantém unido.É uma teoria simples e compreensível que explica os tipos de partículas conhecidas,assim como as interações complexas entre as mesmas.
Segundo a física das partículas elementares, os tijolos fundamentais da matéria podem ser divididos em dois grupos: as duas classes de partículas que compõem a matéria propriamente dita, uma classe que transmitem as forças entre elas, e um tipo de partícula que esta intrinsecamente associada ao campo escalar. Podemos apresentá-las da seguinte forma:

- Handrons
Composto de Protons e Neutrons
Composto de seis Quarks
Up,Down,Charm,extrem,top,botton
-Leptons
Composto de: Eletron,Muon,Tau,T-neutrino,U-neutrino,E-neutrino

-Bosons
Foton
Gravitron
W+,W-,Z0
Oito tipo de Gluons

-Particulas Escalares
Particula (Boson) de Higgs

Entretanto no ponto de vista de algumas sociedades espiritualistas, como a Sociedade Teosofica, ao se falar de Universo, deve-se levar em conta dentro do domínio da manifestação, a existência de 7 planos concêntricos e co-relacionados que possuem cada um, uma constituição própria característica.

De acordo com tal escola, na vasta esfera no espaço, no interior da qual deveria nascer nosso Universo, a princípio não havia nada que pudesse se assemelhar àquilo que concebemos como matéria. Só existia “Mulaprakriti” ou “raiz da matéria” (ainda sem a propriedade a que nós denominamos forma), ou vácuo ou “Koilon” (este é o éter primordial a que os cientistas antigos se referiam e que a ciência moderna descartou como errado). São essas as águas genésicas a que se refere a Bíblia, sobre a qual pairava o Espírito de Deus. Neste koilon o Logos Cósmico (A Consciencia Divina) derramou sua poderosa energia – Fohat – que abriu inumeráveis pontos ou bolhas no Koilon, as quais, como explicaremos mais abaixo, foram reunidas de maneira especial para formar os átomos, isto é, para formar a matéria diferenciada, tal qual a concebemos. Como disse, no início das coisas, o que havia era a “raiz da matéria”, indiferenciada, informe. De acordo com os ensinamentos ocultos, o papel do Logos Solar aqui é o de transformar o Movimento Transcendente (energia latente), a Matéria Incondicionada (sem forma objetiva para nós), a Duração e o Espaço Abstrato em Movimento Relativo (energia ativa), Matéria Diferenciada (com forma), Tempo Periódico e Espaço Objetivo. Ao se manifestar o Logos Solar cria diferentes formas, cada qual com uma capacidade diferente de perceber (conhecer) o Universo que a cerca. Poderíamos dizer que o Logos Solar é um grande britador cósmico, que quebra a matéria indiferenciada (incondicionada, sem forma) em luz (as bolhas que aparecem no Koilon para nós assemelham-se a pontos de luz), em matéria diferenciada, espaço relativo, etc.. Vemos aí novamente o simbolismo bíblico: “E disse Deus: Haja luz; e houve luz. / E viu Deus que a luz era boa.” As diferentes formas criadas pelo Logos Solar são importantes, justamente, porque percebem o Universo de maneira diferente. Uma pedra percebe o Universo de maneira diferente de uma rosa que, por sua vez, vai ter uma concepção diversa do Universo quando comparada à concepção de uma macieira, que, certamente, concebe a manifestação divina através de um modo que lhe é peculiar diferente do de um coelho, que é diferente do de um leão, de uma baleia ou de um homem. No reino humano também temos as diferenças de emoções, opiniões, etc.. Entretanto, tudo que é manifestado, está cheio da natureza Divina.

Voltando às nossas bolhas ou pontos de luz, é importante ressaltar que cada ponto de luz existe onde não está o koilon. A seguir o Logos Solar, sempre através de sua energia imanente, Fohat, reuniu 7 destas bolhas em forma de uma espira, formando o que se chamou de espirais de primeira ordem. Continuando seu trabalho, o Logos reuniu 7 espirais de 1a ordem para formar espirais de 2a ordem e, de maneira semelhante, foi reunindo e enrolando as espirais sempre em grupos de 7, até chegarmos às espirais de 6a ordem, as quais foram reunidas para formar o que os teósofos chamam de “átomo físico ultérrimo” ou “átomo físico último”. Esta é a menor unidade de matéria física, de cuja desagregação resulta em matéria astral. É importante ressaltar que Fohat deixa em cada átomo impresso todo o Plano Arquetipal (o plano evolutivo) a ser seguido por aquele Universo, entretanto, a evolução do espírito se dá a “pari passu” com a evolução da matéria.

Para compreendermos melhor este enrolamento de espiras, imaginemos um fio bem fino e o trançamos com outros 6 para formar uma corda (espiral de 1a ordem); juntamos 7 destas cordas e as enrolamos para formar uma corda mais grossa ainda, e assim por diante. Estes átomos físicos ultérrimos compreendem 10 fios paralelos de espirais de 6a ordem, e podem ser positivos ou negativos. Por 7 dessas espiras (as mais “finas”) manifestam-se os 7 “estados de consciência” ou subplanos do plano físico cósmico, a saber: Átmico, Búdico, Manas Superior (Super Mental ou Mental Abstrato), Manas Inferior (Mental Comum ou Concreto), Astral (emocional), Duplo Etérico (Vital) e Físico (estamos falando do mais sutil para o mais grosseiro). Pelas outras 3 espiras vibram os 3 Logos Ativos durante a manifestação do Universo (que reunidos expressam o Logos Solar); poderíamos dizer que por esses 3 grupos de espiras fluem diretamente a Vontade, a Sabedoria e o Amor Divinos.
Como podemos observar através da figura, o átomo físico último tem a forma de uma esfera ligeiramente achatada, com uma depressão por onde entra a energia e uma “ponta”, por onde a mesma sai.

Ao serem reunidas e enroladas as espiras para formar o átomo físico último, forma-se um canal dentro do mesmo através do qual flui a entrada e a saída de energia. Nos átomos últimos positivos a energia provém do sub-plano astral, e suas espiras estão enroladas no sentido horário. Nos átomos físicos últimos negativos, a energia provém do plano físico e, passando através do átomo, difunde-se pelo plano astral, e suas espiras estão enroladas no sentido anti-horário.

Cada uma dessas espiras é formada por 10 canais que são chamados de espirilas; por 3 dessas espirilas circulam eletricidade, e pelas outras 7 vibram ondas etéricas diversas, tais como luz, som, calor, etc..

O átomo físico ultérrimo é idêntico em todos os elementos, ou seja, se dissociarmos um átomo de hidrogênio ou um átomo de tungstênio até o estado da matéria física a que chamamos de atômico, a partir do qual a dissociação resulta em matéria astral (os 7 estados da matéria física são, do mais sutil para o mais grosseiro: atômico, subatômico, etérico, radiante, gasoso, líquido e sólido), todos os átomos físicos últimos serão iguais, diferenciando-se apenas em positivos e negativos. O que diferencia, o que faz com que se formem fisicamente átomos diferentes (hidrogênio, carbono, ferro, etc.) é o número de átomos ultérrimos positivos e negativos que se reúnem para formar os átomos físicos nossos conhecidos. Se, por exemplo, pegarmos um átomo de hidrogênio gasoso, e formos retirando clarividentemente seus invólucros radiante, etérico e subatômico, ao chegarmos no estado atômico encontraremos 18 átomos físicos ultérrimos; já para o oxigênio, encontraremos 290 desses átomos últimos.

De tudo que foi explanado até aqui, concluímos que o átomo não é substância, mas a negação da substância. O átomo é um buraco no éter, entretanto, está cheio de Natureza Divina e traz, em si, todo o Plano Arquetipal. Ele é real para nós, verdadeira substância para nosso conhecimento, justamente porque o Logos Cósmico está nele e cria em nós o pensamento de substância e realidade. Esse seria o ensinamento defendido por alguns Teosofos;entretanto para vários Físicos Teóricos,nenhum objeto atômico tem contorno bem-definidos. O átomo é algo tão minúsculo, que um bilionésimo de bilionésimo de segundo é o tempo bastante para que o mesmo difunda-se na indistinção. O mesmo continuara difundindo-se até o momento em que o observador através de um experimento, gere a medição daquilo que podemos chamar contorno.
(Série:Teorias do AZOTH)


Adicionar imagem

Nenhum comentário: